A trilha sonora não oficial de Dancin' Days


Que as trilhas sonoras nacional e internacional de Dancin' Days estão entre as mais marcantes de todos os tempos, não há dúvida. Quando a moda das discotecas se alastrou pelo Brasil, impulsionada pelo sucesso da novela, não houve quem a segurasse. Foi breve, porém intensa. E tamanha intensidade não coube dentro de uma trilha sonora só.

Como nos anos 1970 ainda não se usava lançar mais de duas trilhas sonoras para uma mesma novela — era sempre um disco nacional e outro internacional — várias músicas frequentemente tocadas em Dancin' Days não entraram nos LPs da novela.

Da trilha nacional, Outra Vez, composta por Isolda e gravada por Roberto Carlos em 1977, tornou-se um dos grandes hits da carreira do cantor. Mas ele não permitiu que sua gravação fosse utilizada na novela. A Globo providenciou uma regravação, feita por Márcio Lott, que virou tema de Júlia (Sonia Braga) e Cacá (Antônio Fagundes). Um compacto foi lançado pela Som Livre, com a canção no lado A e a versão instrumental (também muito ouvida na novela) no lado B. Apesar de muito tocada na novela, a faixa não fez parte do LP nacional.

Márcio já havia participado de trilhas sonoras de novelas anteriores da Globo, como O Primeiro Amor, Selva de Pedra, Uma Rosa com Amor, Carinhoso e O Semideus, como integrante do coro vocal, além de O Casarão, Os Ossos do Barão e Cavalo de Aço, como solista. Outra Vez marcou os encontros e desencontros do casal romântico de Dancin' Days.

Na parte instrumental, algumas músicas (Nelly Reve e La Maison Aux Oiseaux), extraídas da trilha sonora do filme O Selvagem (Le Sauvage, 1975) foram usadas para as cenas de Cacá (Antônio Fagundes) em Brasília. Dirigido por Jean-Paul Rappeneau, o longa foi estrelado por Catherine Deneuve e Yves Montand e teve a trilha composta por Michel Legrand.

Já entre as faixas internacionais, várias não entraram no LP, principalmente por limitações de espaço. Entre essas, quatro se destacam por serem tocadas com frequência ao longo da novela, sem no entanto fazer parte do LP internacional: Got a Feeling, de Patrick Juvet; Gypsy Lady, de Linda Clifford; You and I, de Rick James, e From East To West, do Voyage. 

O suíço Patrick Juvet fez muito sucesso nas discotecas do mundo no final dos anos 70. Assessorado pelos lendários produtores de disco music Jacques Morali e Henri Belolo (responsáveis por sucessos do Village People e da Ritchie Family), Juvet emplacou alguns hits. Got a Feeling foi um dos maiores, lançado no álbum homônimo do cantor, em 1978.


Linda Clifford também explodiu na segunda metade da década de 1970, junto com a febre das discotecas. Em seu álbum de 1978, If My Friends Could See Me Now, estava contida a faixa usada com frequência na novela, Gypsy Lady. Um erro, no entanto, deve ter confundido os mais antenados na época. De fato, o LP internacional de Dancin' Days traz uma faixa Gypsy Lady, de Linda Clifford. Acontece que se trata, na verdade, da canção Broadway Gypsy Lady, do mesmo álbum da cantora. Por conter duas faixas com títulos parecidos (mas são duas canções completamente diferentes), a Som Livre lançou uma faixa com o nome da outra. Mas as duas canções são utilizadas na novela, apesar de só uma fazer parte da trilha internacional oficial.



Outra música do LP de Linda tocada na novela foi You Are, You Are, composta por Curtis Mayfield (e também lançada por ele em seu álbum de 1978, Do It All Night). Porém, a versão que toca no aniversário de Marisa é a de Linda Clifford.

Com You and I, de Rick James, a história foi outra. A faixa, do álbum Come Get It, fez estrondoso sucesso nas pistas de dança mundiais e foi muito utilizada em Dancin' Days (chegou a aparecer inclusive nas "cenas dos próximos capítulos", uma vitrine exclusiva para canções que integravam as trilhas oficiais das novelas). Na mesma época de Dancin' Days, a novela das 7 que estava no ar era Pecado Rasgado. Por algum motivo, a Globo resolveu lançar You and I no LP internacional de Pecado Rasgado em vez de Dancin' Days. Assim, ela podia ser ouvida em ambas das novelas, embora só tenha entrado no LP de uma delas.



Outra canção foi 'emprestada' de uma outra novela da mesma época de Dancin' Days: From East to West, do grupo Voyage. A canção fazia parte da trilha internacional de O Pulo do Gato, novela das 22h. You're In My Heart, de Rod Stewart, e La Vie En Rose, de Grace Jones, também de O Pulo do Gato internacional, foram usadas na festinha de aniversário de Alzira (Gracinda Freire).


Utilizada uma vez apenas, mas 'emprestada' de Sinal de Alerta - novela das 22h que sucedeu O Pulo do Gato - foi Fool (If You Think It's Over), de Chris Rea. Pelo visto o universo musical dançante de Dancin' Days era grande demais para abrigar apenas a trilha oficial da novela. Outras canções de sucesso da época também fizeram parte dos primeiros meses da novela, como Macho (A Real Real One), de Celi Bee & The Buzzy Bunch, Let's All Chant, de Michael Zager Band e a versão disco de Night and Day, tocada por John Davis and The Monster Orchestra.




Na inauguração do Club 17, a discoteca de Horácio e Yolanda, os hits de os Embalos de Sábado à Noite são ouvidos exaustivamente, mas não em versões originais: Stayin' Alive, Night Fever e More Than a Woman, cantadas pelo cover Flowers, em gravação da CID (Cia Industrial de Discos). A versão original de The Grand Tour, do grupo Grand Tour (de 5 minutos e 58 segundos) também pode ser ouvida na íntegra, na inauguração do Club 17. No entanto, a versão que entrou para a trilha internacional de Dancin' Days foi a editada, com apenas 3 minutos e 2 segundos. Outra encurtada foi Sotch Machine, do Voyage. No LP da novela ela tem apenas 3 minutos e 20 segundos. A original tem 5 minutos e 10 segundos.



Mas uma das mais notórias, que marcou a volta de Julia Matos, já na fase rica, foi On Broadway, de George Benson. Apesar de não ter entrado do disco da novela, é constantemente lembrada por embalar a famosa cena de Julia se esbaldando com Paulete, na inauguração da discoteca que dá nome à novela. A faixa havia sido lançada no álbum Weekend in L.A., de 1977.


Ouvindo ainda mais atentamente, é possível identificar outras canções internacionais, de menor destaque, 'emprestadas' de outras trilhas da Som Livre da época. Uma mais gostosa que a outra. Não é à toa que aqueles foram dias dançantes. 

7 comentários:

  1. Olá. Eu tenho uma dúvida sobre o compacto de Dancin'Days a que você se refere.

    Você menciona que ele foi lançado pela Som Livre com a faixa "Outra Vez" no lado A e sua versão instrumental no lado B. Eu pesquisei & procurei toda web atrás dessa raridade e achei somente uma versão PARECIDA com essa... É a faixa "Novo Tempo" (Guris) no lado A e a "Outra Vez" (Marcio Lott) no lado B. Inclusive parece ser essa mesma foto aí (não dá pra ter 100% de certeza porque a imagem postada aqui no blog está muito pixelada). O disco exato o qual você se refere não achei em absolutamente nenhum lugar.

    Enfim, gostaria de saber: estás enganado sobre esse compacto? Ou esse é um dos raros casos em que um produto/informação não consta em lugar nenhum na internet?

    Obrigado e siga com o ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo! Obrigado por visitar o blog. De fato o compacto "Outra Vez", com as versões cantada e instrumental, é bem raro. Ele andou disponível no Mercado Livre, cheguei a salvar as fotos. Se quiser, me dê um endereço de e-mail para que eu possa mandar as fotos pra você. Abraço!

      Excluir
    2. Obrigado pelo reply. De fato, procurei, procurei, procurei e não achei. Mas fico feliz de saber que realmente existe! É uma injustiça essa versão de "Outra Vez" não ter entrado na trilha oficial. Independente da qualidade musical ou do gosto de cada um, ela é extremamente presente ao longo da novela, como você mesmo explicou. Parabéns pelo trabalho no blog!

      Excluir
  2. Olha só.. Faltou somente a Versão dos "Flowers" para Night Fever e Stayin´ Alive dos Bee Gees, gravação da CID (Cia Industrial de Discos).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só citei as canções, não mencionei os "Flowers". Boa lembrança, vou complementar o texto. Valeu, Huguinhu! :-)

      Excluir
  3. Obrigado !
    Depois de anos querendo saber sobre uma canção da minha infância, e até hoje sem saber o nome, encontrei graças a sua dica neste site e a uma cena da novela vista à semanas atrás.. If You Think It's Over .. !!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Essa questão de existir "músicas emprestadas" nas novelas se repetiu nos anos 90. Em 1991 na novela das sete 'Vamp', a personagem Natasha (Cláudia Ohana) dança em Veneza a música de Enigma, Sadness, que aliás estava proibida na Itália. Fãs da novela (principalmente os mais jovens) esperaram ansiosamente pela trilha internacional, mas Sadness inexplicavelmente acabou entrando para a trilha de O Dono do Mundo, que era a trama das oito na época. Coisas de Mariozinho Rocha!!

    ResponderExcluir