Sexta básica de (in)utilidades


Higiene mental do bebê

“O espírito da criança se formará e por tôda vida continuará tanto mais sereno, equilibrado e feliz, quanto menos ela sofrer nos seus primeiros anos, isto é, quando mais paulatinamente fôr acostumada ao sofrimento inevitável que a vida impõe”.

Prof. Dr. Pedro de Alncântara





Para garantir ao bebê uma vida sadia e feliz, observe com atenção os pontos enumerados a seguir:

  • Quando lidar com o bebê, faça-o de modo suave e delicado.
  • Não force a alimentação de seu filhinho. Respeite o seu apetite. Se a inapetência persistir, leve-o imediatamente ao seu pediatra, para que seja determinada a causa.
  • Agasalhe a criança de acôrdo com a temperatura ambiente. Não a deixe sofrer frio ou calor.
  • Evite deixar o bebê com fraldas molhadas ou frias. Não o deixe em posições incômodas ou forçadas.
  • Não mime seu filhinho com exagêro e nem o faça com escassez. O amor e o carinho são essenciais à formação da criança.
  • Evite provocar mêdo ou susto em seu filho.
  • Não provoque ciúmes na criança.
  • Não engane seu filho. Enganá-lo é também desapontá-lo e humilhá-lo.
  • Deixe que seu filhinho faça por si o que é capaz de fazer.
  • Vista seu filhinho de acôrdo com o seu sexo e a sua idade.



Revista Seleções do Reader’s Digest
Outubro de 1966

*     *     *

Nenhum comentário:

Postar um comentário